sexta-feira, 30 de maio de 2014

O que passou, ficou?

Quando escrevemos uma história no papel, podemos apagá-la e refazê-la sempre que necessário, no entanto, dependendo da força utilizada nos traços, a marca permanece, dificultando inclusive o entendimento de uma nova história.
É assim que vivemos, com erros e acertos, intensos ou não, mas que muitas vezes ficam marcados para sempre na nossa trajetória de vida.

E como apagá-los? É só passar a borracha?

Não! Não há como apagá-los. Mas há como ressignificar essas experiências, enxergá-las de outra forma, é possível aprender com as nossas vivências.
No entanto, nem sempre agimos dessa forma. Muitas vezes guardamos mágoa, raiva, tristeza, emoções negativas que bloqueiam nossa energia e causam sintomas físicos e emocionais que, muitas vezes, nem relacionamos com a questão inicial.
Se o que passou, ficou, é possível que a causa do seu desconforto atual esteja em assuntos emocionais do passado.

O que você apagaria da sua memória?
Pense! Procure as respostas dentro de você...
Não há aprendizado mais valoroso do que analisar os seus próprios erros!
E não há nada mais gratificante do que crescer a partir dessas experiências.


Nenhum comentário :

Postar um comentário