sexta-feira, 20 de junho de 2014

O estresse crônico e como a EFT pode mudar essa história

Você sabia que certo grau de estresse faz bem?
Na quantidade certa, o estresse pode melhorar a função cerebral, torná-lo mais criativo, ajudá-lo a entrar em forma, reduzir o risco de câncer de mama, doença de Alzheimer, e muito mais.
Mas o estresse crônico, de sobrecarga, que você sente diariamente, que é silencioso. Esse te sabota, sabota a sua vida e seu bem estar.
Aqui está o problema. Você é inteligente. Você se exercita, faz respirações profundas, yoga, meditação. Você frequenta o sofá do seu analista, tentando chegar ao "ponto" do seu estresse. Mas, ainda assim, você sente os seus efeitos. Pior ainda, as doenças relacionadas com o estresse aparecem em todos os lugares que você olha.

Então, qual o problema?
Assim como o estresse, nem todos os sintomas são criados iguais.
O estresse não está apenas na sua cabeça. O estresse também é físico. 
E até ele estar totalmente liberado, permanece alojado em seu corpo, em suas células, correndo solto, colocando sua saúde em risco.
Ainda não tem certeza?
Os efeitos prejudiciais à saúde do estresse crônico é fato científico.
Veja como o estresse prejudica a sua saúde em 13 tristes passos:
1. Você pensa em algo estressante como trabalho, dinheiro, relacionamentos, família, tudo o que está incomodando.
2. Sua amígdala detecta perigo.
3. Sua amígdala ajuda a iniciar a resposta de luta ou fuga do seu corpo ao estresse.
4. Em "luta ou fuga", seu corpo libera adrenalina e "hormônio do estresse" o cortisol. Desvia o sangue para fora do seu trato digestivo, deixando-o menos capaz de digerir alimentos, de absorver nutrientes, e mais propenso a ganhar peso.
5. Neste "modo de crise", você está mais vulnerável à dor de uma doença crônica, artrite, fibromialgia, enxaqueca, dores de estômago, e muito mais.
6. Neste estado elevado de "alerta" fisiológico, o centro criativo do seu cérebro é considerado "não essencial" e desliga. A sua capacidade para resolução de problemas, suas habilidades criativas, a sua intuição, simplesmente desaparecem.
7. Você se sente cada vez mais irritado, isolado e impaciente. Seus relacionamentos sofrem.
8. O estresse pode afetar seu sono. O seu metabolismo fica mais lento.
9. Seu corpo segrega ainda mais cortisol, causando mais estragos em sua digestão (e também na sua cintura), aumentando pressão arterial e diminuindo sua resposta imunológica.
10. Depois de lançar cortisol em excesso e por muito tempo, seu corpo entra em "fadiga". Você se sente esgotado, exausto, e deprimido.
11. Você não tem mais energia para sua rotina de exercícios, sua alimentação saudável, meditação, ioga. Enxaqueca, insônia, perda de cabelos relacionada ao estresse, dor crônica, e qualquer número de outras questões tornam-se peças regulares da sua vida.
12. Lutando com o baixo consumo de energia, você dificilmente pode se concentrar no trabalho, e em outros lugares. Seus relacionamentos sofrem.
13. Sua depressão se aprofunda. Você e seu corpo ficam estressados.

Típicos apaziguadores do estresse:
·       Álcool;
·       Alimentos;
·       Televisão;
·       Compras.
Funciona? Você até se sente melhor, mas só até o dia seguinte ou até a fatura de cartão de crédito chegar.

E que tal exercício aeróbico, ioga, meditação ou terapia?
40% da população faz, em média, 30 minutos cada uma dessas atividades, alguns dias da semana.
O exercício é fundamental para uma vida saudável. A atividade física promove a liberação de endorfinas, conhecidas como "o sentir-se bem" neurotransmissores. Faz você "mais inteligente" e mais criativo, aumentando o fluxo de sangue (e oxigênio) para o seu cérebro; e atua como "meditação em movimento", proporcionando alívio do estresse físico e mental.
A realidade: Demoram-se horas, até mesmo dias, depois de uma reunião estressante com o chefe, ou uma briga com seu cônjuge, até que você possa buscar o consolo do seu exercício físico. (Isso se você tiver esse hábito saudável).

38% dos americanos utilizam medicina complementar e alternativa, que inclui ioga, meditação e outros alívios naturais do estresse.
Estas práticas fornecem poderoso alívio, aumento do foco, da criatividade e muito mais.
A realidade: Ioga e meditação proporcionam alívio do estresse significativo, além de outros benefícios que produzem resultados positivos em semanas ou meses com a prática regular e frequente. Mas, muitos dos que tentam a meditação, desistem cedo demais, porque sentem que "não está funcionando".

E quanto à psicoterapia? A terapia da "conversa"
Um estudo realizado pelo Dr. Dawson Church, PhD e Dr. David Feinstein, PhD, mediram os níveis de cortisol antes e após o tratamento.
83 participantes foram divididos em três grupos: o primeiro grupo recebeu uma hora de EFT, uma prática que combina a terapia tradicional com os tratamentos de acupuntura; o segundo grupo recebeu uma hora de psicoterapia; o terceiro grupo (grupo controle) não recebeu nenhum tratamento.
Resultados: O primeiro grupo demonstrou uma diminuição de 24% nos níveis de cortisol; os grupos dois e três não mostraram nenhuma mudança nos níveis de cortisol.
A realidade: A Psicoterapia alivia o estresse, mas após um longo período de tempo. Os benefícios imediatos da psicoterapia não ficam registrados em seu corpo, onde quantidades excessivas de cortisol, o "hormônio do estresse", ainda de forma desenfreada, coloca sua saúde em risco.

Então, onde está o alívio real do estresse?
A EFT, a prática que produziu uma diminuição de 24% no cortisol, depois de apenas uma hora, combina psicoterapia ocidental ou terapia tradicional, com a sabedoria oriental dos "pontos dos meridianos".
É rápido. Use a qualquer hora, em qualquer lugar, por 5 a 20 minutos.
A EFT acessa suas emoções e seu corpo ao mesmo tempo, fornece um poderoso alívio ao estresse, e reduz seus níveis de cortisol, mais rápido, do que a maioria dos métodos de alívio do estresse tradicionais e alternativos.
A EFT produz "um estado emocional neutro," o padrão ouro da saúde e do bem-estar. Regula a nossa região Simpática e a nossa região Parassimpática, para alcançar uma atividade equilibrada e a saúde ideal.

Benefício extra # 1: Alívio do cortisol excessivo; reequilíbrio do seu corpo e mente. Sua energia é restabelecida, te permite dormir melhor e sentir-se saudável novamente. Seu metabolismo é restaurado. Seu corpo é novamente capaz de curar a si mesmo.
Benefício extra # 2: O alívio do corpo/mente começa a partir de poucos minutos de EFT. O mesmo conforto leva horas, semanas ou meses para se conseguir com a meditação, ioga, terapia tradicional, e outros tratamentos.
Benefício extra # 3: Se você já pratica meditação, ioga, técnica de afirmações, e outros, a EFT pode melhorar os benefícios dessas outras práticas, diminuindo seus níveis de cortisol muito mais rápido, promovendo um relaxamento ainda mais profundo.

O que tudo isso significa:
O estresse crônico está sabotando a sua saúde e o seu bem-estar, tornando-o mais vulnerável à depressão e doenças.
A EFT alivia rapidamente o estresse crônico nos níveis físicos e mentais / emocionais.

Veja como, clicando aqui



Tradução do texto de Nick Ortner


Nenhum comentário :

Postar um comentário