quarta-feira, 11 de junho de 2014

Shantala - A linguagem do carinho e do amor

 
A Shantala é uma massagem milenar indicada para bebês. Tem origem indiana, com fundamentos no Yoga e na medicina Ayurveda.
A técnica foi introduzida no ocidente pelo médico obstetra francês Frédérick Leboyer que, durante uma viagem à Índia, presenciou um momento de grande harmonia, ternura e cumplicidade entre uma mãe e seu bebê.
Na índia, essa prática não tem um nome específico, pois se trata de uma atividade rotineira no cuidado com os bebês. Sendo assim, Leboyer batizou a técnica com o nome da mulher que o ensinou os movimentos e lhe permitiu fotografar todas as manobras feitas em seu filho.
Quando voltou à França, o médico publicou o livro “Shantala: Uma Arte Tradicional, Massagem para Bebês”, que tornou-se referência no mundo e incentivou diversas pesquisas científicas que comprovam seus benefícios.
A Shantala tem aplicação simples, deve ser incluída na rotina de bebês com mais de um mês de vida e pode ser aplicada enquanto a criança aceitar. Seu principal objetivo é a interação entre mãe e filho, mas muitos outros benefícios tanto físicos como emocionais são destacados.
Pode ser realizada por qualquer cuidador/profissional afetuoso, desde que a pessoa tenha sido adequadamente capacitada. O toque sutil, rítmico e ordenado lembra um carinho, mas tem uma atuação mais profunda, pois é capaz de romper cadeias de tensões e bloqueios, equilibrando física, emocional e energicamente os bebês.
São momentos de paz, amor e ternura que ficarão para sempre gravados na memória da família.



2 comentários :

  1. Adoro a shantala e juntar com a EFT deve ser ainda melhor :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito bom mesmo Miriam, os bebês ficam calminhos... Melhora, inclusive as cólicas... Recomendo!
      Fique em paz!
      Um abraço

      Excluir