segunda-feira, 14 de julho de 2014

O ócio criativo

Domenico de Masi é um dos mais conceituados e polêmicos teóricos das relações entre homem e trabalho. Relata em seu livro “O ócio criativo” uma maneira diferente de encarar o ócio; quando pensamos no tema é comum imaginarmos sombra, água fresca e nenhuma ocupação para o resto da vida. Mas, o ócio criativo que o autor defende, está associado à criatividade, à liberdade e a arte.
Segundo ele, as máquinas, por mais sofisticadas que sejam, não poderão substituir o homem nas atividades criativas. Desse modo, o futuro pertence àqueles que forem capazes de oferecer serviços do tipo intelectual, científico e artístico.
Quase todas as formas de trabalho podem ser direcionadas às máquinas e equipamentos. Os serviços braçais são trocados por robôs cada vez mais sofisticados; os trabalhos intelectuais, se feitos de maneira repetitiva, podem ser delegados às máquinas; porém, o trabalho criativo não pode ser repassado. E para vencermos no mundo globalizado e de tecnologias cada vez mais avançadas, faz-se necessário agir de acordo com o que o ambiente nos pede.
A idolatria ao trabalho e à competitividade não permite ao individuo contemporâneo viver de maneira saudável; trabalha-se tanto, que nos momentos de lazer, as pessoas não sabem como agir e sentem-se perdidos. A proposta do livro é defender a teoria de que, no futuro, vencerá aquele que praticar o ócio criativo, ou seja, quem souber libertar-se da ideia tradicional do trabalho como obrigação e conseguir combinar atividades, como trabalho, tempo livre e estudo de maneira equilibrada.
O ócio criativo, portanto, significa romper a dissociação existente entre trabalho, lazer, conhecimento, realização. Não é preciso trabalhar oito horas, dormir oito horas e ter oito horas de ócio. É preciso incluir, no cotidiano, atividades que reúnam descanso, lazer, trabalho e aprendizagem.
Você, por exemplo, consegue reunir todas essas atividades em seu dia a dia? Como você se sente em relação ao seu trabalho? Sua casa? Suas atividades?
Você pratica o ócio criativo?
Reflita e reorganize sua vida. Você merece o melhor!


Baseado no livro: O ócio criativo de Domenico de Masi. 



2 comentários :

  1. Já li esse livro duas vezes e tem me ajudado muito. Não consigo parar e nos meus dias de folga preciso sempre arrumar um monte de coisas pra fazer. A EFT pode me ajudar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ajudar sim Lucas. A EFT pode te ajudar a trabalhar todos os sentimentos, eventos e crenças relacionados com a sua necessidade de estar sempre ocupado. Qualquer dúvida me procure!

      Excluir