segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Como a EFT pode ajudar em casos de timidez

Você é introvertido ou extrovertido? Costuma se envergonhar facilmente?
Pelo menos uma vez na vida você deve ter experimentado o sentimento de timidez. É aquele momento em que você fica com a boca seca, sente-se agitado, com o rosto queimando, coração batendo acelerado e com a sensação de borboletas no estômago.
Você se lembra de algum episódio assim? Provavelmente sim.
Mas essa timidez esporádica não te torna incapacitante nem gera angústia.
O problema é quando isso se torna uma constante e a pessoa começa a evitar lugares mais cheios, evita pedir informações, tirar dúvidas ou até dar a sua opinião por medo da exposição.
Essa timidez de que estou falando, é consequência... Consequência de insegurança, baixa autoestima, sentimento de inadequação.
O acúmulo dessas situações, que causam a timidez, faz com que a pessoa generalize e comece a achar que outras situações poderão acarretar os mesmos sentimentos. É nesse momento que surgem transtornos como o de ansiedade, a fobia social ou o pânico.
Para tratar estas questões, com EFT, precisamos entender todo o caminho que a pessoa percorreu até este exato momento. Quais são seus medos, suas angústias, situações que passou constrangimento, como está sua autoestima, enfim, tudo que está relacionado ao problema atual. E então, fazer EFT para cada momento, cada sentimento, cada crença.


Experimente!


Nenhum comentário :

Postar um comentário