sábado, 22 de novembro de 2014

Raiva: não adianta negar, você sente.

É um sentimento como os demais, como a alegria, o medo, a tristeza... Mas temos o costume de negá-la.
Negamos, pois associamos a pessoas más.
E para não demonstra-la, guardamos ou tentamos mascara-la.
O problema é que a raiva continua dentro de nós... Remoendo-nos, criando danos físicos e emocionais.
Mas e você, como lida com a raiva? Como libera a energia que está estagnada dentro de você?
Muitos fazem nada!
E aí, a raiva continua, desencadeando problemas como ansiedade, depressão, pensamentos negativos, reações explosivas, respostas exageradas, desconforto físico, doenças e dores pelo corpo.
Existem diversas formas de liberação dessa energia, extremamente eficazes, como dar murros com as mãos bem fechadas no colchão; fazer uma corrida ou uma caminhada em passo acelerado; colocar o rosto no travesseiro e gritar bem alto; bater com um objeto macio no chão; colocar uma música alta para tocar; fazer EFT.
A EFT dissolve toda essa energia negativa estagnada, ameniza a raiva, nos traz alívio e sentimento de libertação emocional. E tudo isso, com leves batidas em determinados pontos dos meridianos.
Experimente!




2 comentários :

  1. EFT.
    Olá amigo..
    É verdade a gente sente e deve por para fora quando vier, pois não faz bem conservar a raiva dento da gente.
    Eu geralmente quando fico com muita raiva começo a cantar alto debaixo do chuveiro, alem de aliviar minha veia de cantora exponho a raiva para bem longe e saio do banho uma outra pessoa.Por que a raiva pode te matar se não expor para fora..
    Agradeço por ter compartilhado.
    Desejando um magnífico domingo
    Abraços sempre.
    ClaraSol

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso aí ClaraSol, temos que colocar pra fora o que nos faz mal. Não podemos alimentar sentimentos negativos.
      Cantar bem alto é uma boa forma de extravasar!
      Abraço e muito obrigada pela participação na postagem.
      Fique em paz!

      Excluir