segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Pequena demonstração de como a EFT age no alívio da Fibromialgia e da Fadiga Crônica

A lista de sintomas relacionados à Fibromialgia é vasta, mas vamos a princípio nos focar em um. Além do cansaço extremo, o principal sintoma tanto da Fibromialgia como da Fadiga Crônica é a dor física que chega a ser debilitante.
Pode ser uma dor profunda ou um ‘tiroteio’, queimação, ardor, fisgada... Em todo o corpo ou focada em um ou vários pontos.
No caso da Fibromialgia, as áreas dolorosas são chamadas de ‘pontos sensíveis’, que surgem ao longo do corpo, embora a dor seja sentida como originária das articulações.
Você, por exemplo, pode estar sentindo dor agora, enquanto lê esse texto. Então, vamos direto ao que realmente importa... Reduzir a sua dor!
Nós tentaremos fazer EFT juntos e eu espero que você tenha uma experiência bem sucedida de como a técnica pode ajudar no alívio da dor.
Experimente sem julgamento. Você não precisa acreditar na técnica para que ela funcione, mas é muito importante que você esteja disponível e entregue às emoções.
A EFT é muito simples, fato este que gera certo ceticismo em algumas pessoas. Não se preocupe, pois é comum no início. No entanto, muitos estudos científicos, inclusive com pacientes Fibromiálgicos, têm provado a eficácia da técnica que, normalmente, funciona de forma rápida e confiável.
O processo envolve pensamentos sobre problemas que te incomodam, que podem ser físicos como a dor, ou psicológicos como a ansiedade ou a depressão.
Você combina o pensar sobre o problema com uma declaração de autoaceitação. Essa é a chamada ‘frase de preparação’.
Um exemplo de uma frase de preparação simples poderia ser: “mesmo que eu tenha essa dor esfaqueando meu ombro direito, eu me amo e me aceito profunda e completamente”.
E enquanto você está focando no seu problema, você bate levemente em alguns pontos dos meridianos de acupuntura com as pontas dos dedos. Tal estimulação acalma e reduz o estresse que você sente em relação ao problema.

Vamos então começar com a sua primeira rodada de EFT! Este exercício levará cerca de 20 minutos.

Vamos lá?
Procure um local calmo e se acomode...

Primeiro, escolha um ponto do seu corpo em que a dor está pior neste momento. Escreva em um papel a localização exata que você escolheu.

Local preciso onde está a dor no meu corpo: _____________________.

Ao lado, coloque a taxa de quão ruim está a sua dor em uma escala de 0 a 10, sendo 0 sem dor, e 10 a pior dor imaginável.



Agora vamos criar a sua frase de preparação:

Mesmo que eu tenha essa dor no (local que você escolheu para ser trabalhado), eu me amo e me aceito profunda e completamente.

Diga a frase três vezes enquanto bate com seus dedos do lado de fora da sua mão (não importa se direita ou esquerda). Na EFT, nós chamamos esse ponto de ‘Ponto do Caratê’. Este é o primeiro ponto que nós batemos na rodada de EFT.



 Agora observe a ilustração abaixo com a marcação dos demais pontos que utilizamos.



 Bata em cada um deles, com a ponta de dois dedos (médio e indicador), por 7 a 10 vezes, enquanto foca na dor que está sentindo e repita em cada um dos pontos.

1 - Início da sobrancelha: essa dor no (local que você escolheu);
2 - Canto do olho: essa dor no (local que você escolheu);
3 - Embaixo do olho: essa dor no (local que você escolheu);
4 - Embaixo do nariz: essa dor no (local que você escolheu);
5 - Entre a boca e o queixo: essa dor no (local que você escolheu);
6 - Início da clavícula: essa dor no (local que você escolheu);
7 - Embaixo do braço: essa dor no (local que você escolheu);
8 - Topo da cabeça: essa dor no (local que você escolheu).

Na EFT, é importante mensurar os resultados frequentemente, para verificação do progresso que estamos tendo. Portanto, mais uma vez, sintonize a localização da dor no seu corpo. Use a mesma escala e classifique o nível da sua dor agora.
Escreva esse número ao lado do primeiro valor mensurado. Sua dor diminuiu? Parabéns! Mas ainda temos algum trabalho pela frente...
Embora algumas pessoas tenham experiências rápidas de alívio com a EFT. O mais comum é ainda ter um pouco de dor após uma rodada.

Segunda rodada de EFT

Desta vez, nós usaremos uma frase de preparação um pouco diferente, pois a redução da dor, experimentada por muitos, deve ser considerada.
A frase ficaria assim:

“Mesmo que eu ainda tenha um pouco de dor no (local que você escolheu para ser trabalhado), eu me amo e me aceito profunda e completamente”.

Diga a frase três vezes enquanto bate no Ponto do Caratê e depois bata nos demais pontos enquanto mantém o foco na sua dor e repita em cada um dos pontos:

1 - Início da sobrancelha: essa dor no (local que você escolheu);
2 - Canto do olho: essa dor no (local que você escolheu);
3 - Embaixo do olho: essa dor no (local que você escolheu);
4 - Embaixo do nariz: essa dor no (local que você escolheu);
5 - Entre a boca e o queixo: essa dor no (local que você escolheu);
6 - Início da clavícula: essa dor no (local que você escolheu);
7 - Embaixo do braço: essa dor no (local que você escolheu);
8 - Topo da cabeça: essa dor no (local que você escolheu).

Quando terminar, mensure novamente para ver como a EFT ajudou no nível da sua dor. Utilize a mesma tabela de 0 a 10.
E se precisar faça mais rodadas.

Só para recordar, cada rodada é composta por:



Muitas pessoas experimentam a redução da sua dor com esse simples exercício.
Você acreditaria, meia hora atrás, que poderia reduzir sua dor, sozinho, em poucos minutos, usando uma ferramenta tão simples como a EFT?
A EFT também pode ser eficaz em muitos outros sintomas da Fibromialgia e da Fadiga Crônica.


Experimente!

Caso tenha interesse, leia também o depoimento de uma paciente diagnosticada com Fibromialgia.

Texto baseado em artigos de Dawson Church.

Nenhum comentário :

Postar um comentário