quinta-feira, 5 de março de 2015

O trauma no ponto de vista da EFT

Na linguagem comum, usamos o termo ‘trauma’ para fazer referência a acontecimentos extrínsecos, como eventos apavorantes que afetam todos os que são expostos a eles – como tornados, guerras, tsunamis ou furacões. Entretanto, do modo que utilizamos na EFT (grifo meu), o trauma se refere a experiências seletivas, pessoais, que chocam e horrorizam, que arruínam gradativamente a suposição de que existe alguma estabilidade em nosso mundo. Em outras palavras, o trauma, aqui, é definido pela maneira com que é vivenciado pelo indivíduo. Assim, o que é ameaçador e traumático para uma pessoa pode não ser para outra.
Esse é um dos motivos da EFT necessitar de detalhes de eventos específicos. As lembranças e emoções são individuais, mesmo que o trauma tenha sido vivido com mais pessoas.
Um sentimento nunca é igual ao outro e as rodadas de EFT devem seguir o mesmo padrão.


Baseado em texto de Stanley Rosner e Patricia Hermes


Nenhum comentário :

Postar um comentário