terça-feira, 29 de setembro de 2015

Como é o pensamento de quem tem Transtorno de ansiedade social (TAS)

Mais conhecido como Fobia Social, a essência desse transtorno é o medo de ser avaliado negativamente pelos outros. Esse medo é o que torna quase todo encontro social repleto de ansiedade: falar em público, pedir informações em geral, sair para jantar, se aproximar de pessoas do sexo oposto, fazer pedidos, usar banheiros ou vestiários públicos, falar em sala de aula, fazer ligações telefônicas, ser apresentado a pessoas novas, submeter-se a uma entrevista de emprego, reuniões, apresentações e festas. Em qualquer dessas ocasiões, você pode imaginar a possibilidade de tropeçar, falar mal ou parecer um bobo e de que as pessoas vão criticá-lo ou desprezá-lo. Como resultado, você tende a tremer, ficar vermelho, suar, gaguejar, ficar com a boca seca ou ter tiques nervosos; quando fala, você pode se atrapalhar com as palavras ou ter um branco. Você teme que os outros percebam esses sinais de estranheza e o julguem por eles, o que só serve para intensificar a sua ansiedade. Como resultado disso, você tende a evitar os encontros sociais quando possível. Você pode estar só e triste, mas isso parece de alguma maneira mais seguro do que interagir com outras pessoas. Você se acostuma a uma vida de isolamento.

A boa notícia é que com a EFT você pode amenizar e, até mesmo, banir essa ansiedade da sua vida. Experimente fazer rodadas para cada situação de ansiedade que já teve, para os sintomas e também para os medos.
Baseado no livro: Livre de Ansiedade de Robert Leahy

Nenhum comentário :

Postar um comentário