segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Ganho secundário

Uma avaliação detalhada do histórico do problema fornece ao praticante de EFT, indícios importantes sobre fatores que contribuem para a situação. Por exemplo, a depressão pode estar correlacionada com mudanças no ambiente de trabalho ou familiar. Caso as mudanças nos sintomas estejam diretamente ligadas a alterações externas específicas, é aconselhável investigar se há algum tipo de benefício em se ter o problema. Por exemplo, a depressão pode resultar em mais dias perdidos no trabalho, mas também em menos estresse associado a uma atividade específica no ambiente profissional. Esse ganho secundário do transtorno é um fator importante que pode contribuir para a manutenção do problema.
Pense nisso e faça EFT para cada situação, emoção e pensamento que surgir.

Baseado no Livro Introdução à TCC contemporânea de Stefan G. Hofmann

Nenhum comentário :

Postar um comentário